Balanço do Cine Pe

Voltamos pra São Paulo! Cine Pe acabou… tava tão bom! A gente trabalha um monte, manhã, tarde e noite praticamente, feriado e final de semana… mas é ótimo. Ir a esses festivais dá a oportunidade de assistir muitos filmes, conhecer muita gente bacana do meio, trocar idéias, aprender… sempre volto triste por ter acabado mas também feliz de voltar pra casa, ao ritmo normal, poder descansar um pouco… opa! descansar?? Não, ainda não deu tempo! Falo disso mais pra frente.

Esse foi meu primeiro Cine Pe, adorei! O público é o que mais chama atenção nesse festival, um cinema que comporta 2mil e muitas pessoas, se contar com as que se sentam nas escadas… acho que passa de 3mil! E é um público participativo, eles vibram, vaiam, aplaudem, interagem, e isso é muito legal, realmente uma experiência coletiva de se assistir um filme. Pros realizadores é um bom termômetro do que será a carreira de um filme no mercado.

Quanto à premiação do festival: Curta digital foi bem distribuido, sendo que A Ilha ganhou melhor curta-metragem e prêmio especial da crítica. Curta em 35mm “Superbarroco” ganhou de melhor curta. Muro levou 5 prêmios e Os Sapatos de Aristeu levou 3 prêmios. Foram os que mais subiram ao palco.

Prêmio Aquisição Tv Cultura em curta-metragem e troféu Zoom foi para “Superbarroco” de Renata Pinheiro, com direito à subir ao palco, nervosíssima, pra anunciar o resultado e fazer a entrega pra Renata.

o discurso com meus garranchos
discurso

Quanto aos longas, não entendi algumas das escolhas do juri, mas não vou criar essa discução aqui. Na verdade acho até estranha a escolha da seleção do próprio festival… um filme em específico que eu não entendi pq q tava lá, mas esse filme não tem a ver com as escolhas do juri, tô falando de dois filmes diferentes. “Alô Alô Terezinha!” ganhou melhor filme.

O resultado completo você vê aqui.

Ah… não poderia deixar de agradecer ao Bertini, Sandra e demais organizadores do festival pela atenção e gentileza, Dani, Ronie, Dadá, Leo queridão, Tota, Roberta,  André fofíssimo Moraes, Marão (que fingiu que gostou quando eu arrisquei uns acordes no violão já no fim da noite), Gilberto Scarpa, Marcos Jorge, Cleber Eduardo e todos que nos concederam um tempinho pra nos dar uma entrevista! Foi “supimpa”!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: