Arquivo para agosto, 2009

Festival de Gramado – resumão

Posted in festivais with tags , , , , , , on 19/08/2009 by Flávia Scherner

Falei no último post que iria atualizá-los de Gramado pelo twitter, não deu… desculpa!

O Festival de Gramado desse ano começou meio chocho (ou xôxo??), com o cinema com poucos espectadores. Muitos culparam a gripe suína pela diminuição de público e movimento na cidade. Até eu tava com um pouco de medo de ficar dentro da sala… qualquer um que ousasse espirrar ou tossir era olhado pelas pessoas com um certo ar de medo e discriminação “o que você está fazendo aqui dentro tossindo assim??!”

A partir de quinta o movimento começou a aumentar na cidade e o cinema ficou mais cheio tb. Talvez a teoria da gripe afastar o público fosse furada, mas de qqr maneira ela tava na boca do povo e por via das dúvidas, o álcool gel tava sempre comigo hehe.

A matéria sobre o festival vcs verão nesse sábado, dia 22 de agosto no Zoom. Tá bem bacana, a gente explica direitinho o q tá acontecendo com o evento, na tentativa de se reafirmar no meio cinematográfico e tudo mais, portanto, não vou falar sobre isso aqui, ok?

Esse festival é uma loucura! Lembro de no ano passado ter ficado surpresa com professoras de cidades vizinhas que organizavam excursões nas escolas pra levar os alunos pra Gramado, não pra ver os filmes, mas pra ver as celebridades passando no tapete vermelho e aumentar o coro dos gritos enlouquecidos.

Com a presença da Xuxa então… quinta feira a gente só via a criançada se concentrando pela rua coberta (onde tem o tal tapete vermelho) desde muito cedo. Nos dias seguintes esse movimento só aumentou, tanto de público querendo ver os famosos, qto desses famosos que foram pra passar o final de semana por lá. Tinha globais, recordais (pô… não inventaram ainda um termo pros atores da Record??), ex-BBB’s, ex-fazendeiros… a nata do cinema, né? tudo a ver….

Nós nos posicionávamos no final do tapete vermelho, quase na entrada do palácio dos festivais. A hora que começava uma explosão de flashs, sabíamos que alguém tava chegando, porém… nem sempre alguém que interessava pra gente. Enquanto a gente circula pelo Palácio dos Festivais ou pelas redondezas, é muito engraçado notar que as pessoas ficam nos olhando tentando reconhecer, ver se é algum famoso. Algumas mais “desesperadas” por um autógrafo por quem quer que seja chegam a perguntar “vc é famoso??”. Esse é o clima do Fest. de Gramado.

Ah…falando nisso… lembrei que na premiação eu estava sentada ao lado de uma mulher, que vendo que eu era da imprensa, perguntou se já tinha alguém “importante” dentro do cinema. Difícil responder né? O que é importante pra vc, perguntei pra ela. Claro que ela estava se referindo aos globais e cia. Pra sua alegria, logo passou Max Fercondini por perto, e o Flávio – ex bbb – sentou pertinho da gente, ela com sua máquina em punho tirava foto de tudo.

Agora um resumão da semana:

Terça teve homenagem ao Reginaldo Faria e foi oferecido um almoço pra ele e pra imprensa… mama mia! Que almoço!!! Uns 5 garfos e facas pra cada lado, taça pra vinho, champagne, água e refrigerante… foi um desbunde! Uma salada deliciosa, seguida de uma entrada com camarão empanado com geléia de pimenta, escondidinho de carne seca, caldinho de alho poró, salmão grelhado, cada um lindamente apresentado no prato. Depois teve um peixe ma-ra-vi-lho-so com camarão e um molho divino e quando veio a carne, eu recusei… não tinha mais espaço no estômago, o que tinha, tava reservado pra sobremesa que também foi uma delícia hehe. Duro foi voltar a trabalhar depois desse banquete!

Reginaldo Faria foi muito gentil conversando com a gente antes de almoçarmos e contou histórias mto legais sobre a cena inesquecível do cinema pra ele.

Quarta teve a homenagem ao Walter Lima Jr. Ficamos um tempão no frio, no nosso ponto estratégico em frente ao Palácio dos Festivais. O diretor ía sendo parado por cada repórter no caminho, quando finalmente chegou minha vez, olhei pra ele, ele olhou pra mim……….. e o clima foi cortado pela assessora de imprensa hehe. A cerimônia ia atrasar e ela pediu para que o entrevistássemos depois. Se me lembro bem, é a segunda vez que vejo ele sendo homenageado em festival, a primeira homenagem que vi foi em João Pessoa, no Aruanda. Ele se emocina e é tão bonito de ver… Walter contou uma história muito legal sobre a relação que ele tem com o Eduardo Abelin, que dá nome ao troféu que recebeu. Acabada a homenagem, lá fomos nós, correndo atrás do homenageado que gentilmente concedeu umas palavras antes de sair pra jantar. Ele é um fofo!

Quinta a homenagem à Xuxa, dá preguiça só de lembrar… todo um esquema armado pra ela, com seguranças extras e tudo mais. No dia anterior teve uma reunião com a imprensa pra explicar como deverímos nos portar e um sorteio pro posicionamento (sempre péssimo) pra fotógrafos e cinegrafistas… tirei o papel com B28, péssima localização, embaixo do púlpito, a Dani não conseguia ver nem o nariz da loira. (Ah sim… dessa vez fomos sem equipe, a Dani fez câmera e eu além de apresentar fui assistente de câmera carregando um tripé pesado pra cima e pra baixo… nada de glamour nisso). Com relação à Xuxa, muito foi falado, quem acompanhou jornais e blogs já sabe do descontantemento da imprensa em relação à homenagem, criticaram muito o esquema de segurança que ela armou e o que ela falou na hora que recebeu a homenagem.  Por mais polêmica que tenha sido a passagem dela por lá, a Flavinha baixinha que já existiu e que tá guardada dentro de mim e que um dia gostou da Xuxa e soube diálogos de cor de Lua de Cristal, deu as caras, desculpem… mas tenho que admitir. Fiquei sentada muito perto dela, e é assustador o mundo de flashs em volta. Assustador tb saber que o tempo todo as pessoas estão te observando, ninguém em volta olhava pro palco onde rolava uma homenagem no telão, as pessoas olhavam pra ela. Depois de recebida a homenagem, ela voltou pro seu lugar e no caminho deu um abraço no Merten, que estava sentado na minha frente… foi feito um vídeo disso, muitos talvez já tenham visto ele está no youtube.

Sexta teve homenagem ao Ruy Guerra, que citou Gabriel Garcia Marquez, dizendo que faz cinema para que o amem… foi bacana!

Sábado a premiação teve a tentativa de ficar engraçada com a participação de dois atores que sempre interrompiam o Zé Vitor Cassiel … eu não vi graça, mas algumas pessoas do público riram. No final eles tiraram um sarro do pronunciamento da Xuxa, o que é no mínimo estranho… o festival tirar sarro do seu homenageado…

Anúncios

Festival de Gramado

Posted in festivais with tags , on 11/08/2009 by Flávia Scherner

Oi oi!

Agora tá rolando uma coletiva com o Reginaldo Faria, homenageado da noite. Hoje foi oferecido um almoço pra ele junto com a imprensa, lá conversamos com ele, que foi muito gentil. Então como já garanti a entrevista, vim correndo aqui na sala de imprensa só pra dar avisar que é pra vcs ficarem ligados no twitter tb, pq qdo tiver pouco tempo pra escrever no blog, eu coloco algo rápido lá (www.twitter.com/zoomtvcultura) pra vcs.

beijo beijo

Gramado, aí vamos nós

Posted in festivais with tags on 09/08/2009 by Flávia Scherner

Amanhã (segunda), vamos pra Gramado, pro festival. Vi hoje na internet que eles estão esperando neve na região serrana do Rio Grande do Sul… muito glamour no tapete vermelho, visual cebola garantido (aquele cheio de camadas de roupas), cachecóis, e muito muuuuito chocolate quente por lá. E os filmes, é claaaro!

Dessa vez não levarei meu comp, então se conseguir usar algum por lá, mantenho vcs informados durante a semana. Voltamos domingo que vem!

beijo beijo e boa semana pra vcs

Making of Pinball

Posted in making of with tags , , , , , on 09/08/2009 by Flávia Scherner

Cof Cof Cof, não, não é gripe suína, o assunto da moda, o motivo da tosse… é o pó que se juntou nesse blog depois de tanto tempo sem postar!

Hoje fomos fazer o making of do curta Pinball, direção do Ruy Veridiano. A locação hoje era no centro de São Paulo, no Pátio do Colégio (ou Pateo do Collegio??). O clima ajudou, não choveu, temperatura agradável, maravilha!

O grande barato desse curta é que está sendo rodado com um formato diferente, com filme 35mm com 2 perfurações ( o normal são 4 no negativo). Como eu não sou nenhuma expert nessa parte técnica, não vou discorrer mto sobre o assunto aqui no blog, a explicação bonita e muito bem dada foi feita pela equipe do curta (Ruy Veridiano, Francisco Garcia, Zeca Paixão e o fotógrafo Alziro Barbosa) e vcs verão no zoom.

Fazer making of às vezes é meio chato tb… pq a gente não pode atrapalhar a gravação, tem que esperar os momentos entre um take e outro pra falar com a equipe. Mas nem sempre eles deixam que a gente grave, justamente pra não atrapalhar o andamento e aí é muita espera e muita bronca que a gente leva tb, levamos umas hj da Laura, assistente de direção pq saímos entrevistando algumas pessoas e atrapalhamos o trabalho dela… desculpa Laura!!

No final deu tudo certo, falamos com todos que precisávamos falar e deu pra pegar muita imagem. Vai ficar bacana (o making of e o filme, é claro!)!