Archive for the entrevistas Category

Cine-Pe 04

Posted in entrevistas, festivais with tags , , on 02/05/2010 by Flávia Scherner

Oi oi

Conseguimos fazer as entrevistas com o Paulo José e o Tony Ramos . Com o Paulo teve quer ser rápida pq acabou atrasando pra começar e tínhamos horário pra ir pro cinema… uma pena. Mas acho que o que conversamos já dá um bom papo pro programa. Entre outras coisas ele falou que um ator precisa só de 3 coisas: “1- respirar (ou não), 2- decorar suas falas, 3- não tropeçar no cenário” hehe.

Já a entrevista com o Tony foi no cinema com um monte de fãs em volta e fila da imprensa pra entrevistá-lo tb. O papo rendeu legal, ele é inteligentíssimo, conhece muito de cinema e é extremamente generoso. Assim como  o Paulo José, ele falou uma coisa muito bacana sobre atuação, que eu vou rever na entrevista e volto aqui pra contar pra vcs, não quero me arriscar a escrever de maneira errada algo tão bonito que ele falou.

Anúncios

Cine-PE 2010 – 02

Posted in entrevistas, festivais with tags on 28/04/2010 by Flávia Scherner

Oi encalorado!!

Hoje caímos cedo da cama… 5:40 da manhã. Como programado, às 7h saímos rumo à Olinda gravar as cabeças do programa. Tá um solzão, o que facilitou e complicou a gravação.  A andança das nuvens que por vezes tapavam o sol, por vezes escancaravam ele de vez, dificultava a continuidade de uma mesma cabeça. Mas deu tudo certo, foi uma manhã beeem produtiva (já me “puxaram a orelha” uma vez aqui no blog por falar que tive um dia produtivo, mas que outra maneira posso falar isso??! Bom, talvez a pessoa considere que tudo que acontece (ou não) é produtivo se soubermos dar utilidade… ok, por esse ponto de vista, concordo).

Voltamos para o hotel perto do meio dia onde gravamos mais 4 entrevistas. Considerando que eu tava com um caloooor do cão e com muita fome (tinha comido às 6:30, né?!) algumas entrevistas pareciam intermináveis! Eu pensava “não vou perguntar mais nada, não vou perguntar mais nada!!!” e quando a pessoa acabava sua resposta, lá estava minha boca fazendo a próxima pergunta antes que eu me desse conta! Se desse pra escutar meus pensamentos durante essas entrevistas seria divertido, uma guerra interna:

“Ai que fome…Flávia, preste atenção no que a pessoa tá falando! Ok, mas não vou perguntar mais nada. Ah… Mas ela ainda não falou sobre tal coisa, tenho que perguntar isso pra fechar bem a entrevista. Não! Ela não para de falar, está decidido, não vou pergutar. Puxa.. isso que ela tá falando é interessante… ” e eu lanço a próxima pergunta e essa cena se repete quase num looping interminável.

Cine-PE 2010 – 01

Posted in entrevistas, festivais with tags , , , , , on 27/04/2010 by Flávia Scherner

Olá Olá!!

Chegamos ontem em Recife pra cobertura do Cine-PE 2010! Fomos recebidos com um tempo chuvoso que deixou o clima propício pra exibição de um dos curtas da noite (Recife frio).

Além do curta já citado foram exibidos tb os curtas Tanto, Lá traz da serra, Bailão e O filme mais violento do mundo (que o Zoom fez o making of ano passado).

Uma homenagem foi feita ao diretor Guel Arraes, seguida da exibição de seu filme O bem amado. Gostei muito do filme, na real gosto mto dos filmes do Guel Arraes…

Hoje entrevistamos alguns dos atores de O bem amado (Andréa Beltrão e Marco Nanini) e o Guel Arraes. José Wilker tb está por aqui mas ainda não conseguimos entrevistá-lo, estou torcendo pra que ele continue na cidade mais uns dias pra conseguir um papo com ele… seria mto legal, hein?? Um ator inteligentíssimo, que entende horrores de cinema!

As entrevistas foram mto boas e vão render papos interessantes que vcs irão conferir não só no programa sobre o Cine-PE mas tb ao longo do ano, nos quadros e especiais que vamos fazendo.

Bom, vou indo nessa que daqui a pouco nós iremos pro cinema pra mais uma maratona de filmes!

beijo beijo

ps.: ah… falha terrível, nem eu nem a Dani trouxemos máquina dessa vez… 😦

Marcelo de Moura e O Segredo de Kells

Posted in entrevistas with tags , on 15/03/2010 by Flávia Scherner

Quarta fizemos uma entrevista com o Marcelo de Moura, co-produtor da animação O Segredo de Kells, que foi indicada ao Oscar esse ano na categoria de melhor animação.

Foi bem bacana saber como funcionou a co-produção desse filme. Aalém disso, uma menina desenhou pra gente o Brian, personagem principal da animação, pra que nós mostrassemos como é o processo.

Ficou curioso?? Logo tá no zoom!

Histórias de amor duram apenas 90 minutos

Posted in entrevistas with tags , , , on 12/03/2010 by Flávia Scherner

Terça, 9 de março, teve a pré-estréia do filme “Histórias de amor duram apenas 90 minutos”. Paulo Halm assina a direção e o roteiro, que é bem bacana e tem diálogos ótimos!!!

Levamos uma canseira… tava marcado pra estarmos no cinema às 20h, pra fazer as entrevistas tranquilamente, já que a sessão estava marcada só pra 21:30. Mas quem chegou cedo foi só o Paulo Halm, conseguimos fazer uma entrevista legal com ele… depois disso, chá de cadeira tanto pra nossa equipe quanto pra do Metrópolis que estava lá com o Cunha.

Dez minutos antes do início da sessão e nem a assessoria estava lá… cinco minutos depois a assessora finalmente aparece, mas sem o elenco. Espera mais um pouquinho, o público já dentro do cinema… finalmente chegam Caio Blat e Maria Ribeiro. Já deu pra perceber no que deu, né? Eles tinham que entrar na sala pra abrir a sessão. Tivemos que fazer a entrevista correndo, mas conseguimos… não do jeito que a gente queria, mas foi!

E essa vocês assistem amanhã no Zoom!

Liz Vamp

Posted in entrevistas, fotos with tags , , on 12/11/2009 by Flávia Scherner

No próximo sábado (14.11) o Zoom vai falar um monte dessa moda de filmes e seriados de vampiros. Nada mais justo que fazermos uma entrevista com a Liz Vamp, a nossa vampira brasileira!

A entrevista foi baseada no filme “Entrevista com Vampiro”, então o pessoal do figurino caprichou e arranjou até um óculos pra mim. A Dani, diretora do Zoom, pediu que eu fizesse um personagem meio carrasco pra entrevista, pra justificar a maneira como ela termina (pra saber, só assistindo!!).  Mas hoje, assistindo a gravação, a Dani falou que eu fui muito boazinha. Eu juro que eu tentei fazer a carrasca, prepotente… mas a Liz é uma vampira tão do bem, que ficou difícil. Foi interessante a conversa pq ela quebrou vários mitos sobre os vampiros, coisas que eu nem imaginava, rola toda uma filosofia por trás.

Festival do Rio 2009

Posted in entrevistas, festivais with tags , , , , , , on 14/10/2009 by Flávia Scherner

Oi oi!

Desculpem só atualizá-los sobre o Festival do Rio agora… levei um Mac pra lá e não conseguia mexer direito no dito cujo, e eu que pretendia fazer uma atualização no blog a cada dia de festival, não consegui. Voltamos na sexta e foi o caos, o tempo fechou e o aeroporto Santos Dumont tb… resultado: 8 horas de atraso, cheguei em casa super tarde e não rolou vir escrever no blog, depois foi final de semana e feriado né??

Mas vamos ao que interessa! Essa foi a primeira viagem pra festival em que fui só eu com o câmera e assistente (Juninho e Tião respectivamente). Não teve a Dani (diretora) ou nenhuma produtora, já que parte do Zoom estava cobrindo a Goiânia Mostra Curtas (que vcs verão nesse sábado, dia 17). Ou seja, tive que produzir algumas coisas por lá tb.

Chegamos na terça, dia 6 de out., no final do festival, que tinha começado no dia 24 de set. Isso significa chegar perdida! hehe Não tinha assistido nenhum filme e não sabia como era o estilo do festival, já que o Zoom nunca foi cobri-lo. Chegamos no hotel, deixamos as bagagens e fomos correndo pro Cine Odeon, na Cinelândia. Tapete vermelho, muitos famosos chegando e eu lá caçando cada um deles. Os filmes da noite eram “Intruso” de Paulo Fontenelle (e antes que haja confusão… não é o mesmo Paulo Fontenelle do “Loki”) e “Flordelis – basta uma palavra pra mudar” de Marco Antonio Ferraz e Anderson Correa.

Entrevistamos o Paulo, a Juliana Knust, Charles Daves e a Ingrid Clemente. Fiquei curiosa pra ver o filme já que eles faziam todo um mistério em torno da história. Acho que consegui ver uns 30 minutos de filme… maior parte dele foi dublado e muito mal! Muuuito… não conseguia entrar na história por causa disso e resolvi sair e jantar, antes de voltar pro tapete vermelho pra falar com o pessoal de Flordelis.

Estava no restaurante do cinema e vi que os flashes pipocavam… corri pra lá pra retomar as entrevistas, mas não consegui falar com muita gente, infelizmente. Falei com os diretores e com a Flordelis (que chegou no cinema com seus 50 filhos), uma movimentação só! Fiquei pra assistir o filme e… mais uma decepção. Resisti até o fim pois queria conhecer a história dela. Uma pena o filme ser tão ruim, pois a história daria uma belo documentário ou até uma ficção, mas o filme não é uma coisa nem outra… se vcs procurarem no google tem algumas críticas em relação ao filme.

Quarta tivemos uma entrevista à tarde com o Marco Ricca, no shopping Gávea, depois da reprise de “Cabeça a Prêmio”. Assisti ao filme e em seguida fomos entrevistá-lo. Esse é o primeiro filme que Marco Ricca dirigiu e eu gostei bastante. Depois da experiência da noite anterior, eu tava com medo do que seria o filme. Pior ainda era eu não gostar e ter que entrevistar o diretor logo em seguida, mas ainda bem… cabeça a prêmio salvou o meu festival! As interpretações são ótimas, um elenco de primeira. Tem uns planos muito interessantes, bonitos. O filme parece ser bem decupadinho, mas durante a entrevista o Marco falou que muita coisa foi inesperada, situações que ele encontrava no momento e aproveitava.

Saímos de lá para o Pavilhão, onde rolavam os debates, seminários, credenciamento e outras coisas mais. Um lugar lindo, enorme… mas chegamos lá e estava vazio, as atividades já tinham acabado. Fomos então ao Odeon, tinha o filme do Tarantino e esperávamos encontrar mais atores e diretores por lá pra entrevistar. A fila pro filme tava bem grande, muito público mas nada de realizadores para entrevistarmos… ficamos uns 40 minutos em frente ao cinema e não conseguimos fazer uma entrevista, ninguém! Fui pro hotel e deixei pra assistir Bastardos Inglórios com meu namorado em São Paulo.

Quinta só iríamos gravar à noite, 19:30 era o horário marcado pra sairmos do hotel rumo à premiação no Odeon. Agora um parêntese… fui pro Rio 4 vezes, contando com essa do festival, posso contar nos dedos os dias de sol que vi por lá! Impressionante, ponho o pé no Rio e o tempo fecha, fica nublado e chove. Sendo assim, dessa vez não foi diferente hehehe. Quarta choveu no fim do dia e quinta choveu o dia inteiro!! Poxa… dia livre no Rio, e chove! O jeito foi ficar estudando pauta e me informando sobre os filmes que estavam concorrendo, já que eu não tinha assistido quase nada.

No Odeon, antes da premiação ficamos no cercadinho reservado à imprensa, não tínhamos acesso livre ao tapete vermelho nesse dia e conseguir fazer as entrevistas com quem passava por lá era um sufoco. Tinha tb uma pauta agendada com um cineasta americano, Robert Feinberg, que tem uma história interessante pra contar sobre o filme dele (vcs verão essa entrevista mais pra frente no Zoom e em português com direito a muito sotaque do Robert). Entrevistei tb o Merten para uma pauta sobre o cinema noir. Caso não conseguisse entrevistar ninguém do festival, pelo menos 2 pautas extras estavam resolvidas, ufa!

Mas consegui falar com algumas pessoas, entre elas a Juliana Paes, que apresentou (e muito bem) a premiação junto com Caco Ciocler. Nesses momentos de entrevistas com “celebridades” rola o que eu chamo de “duelo de microfones”, fico me sentindo numa luta de esgrima, cada um com seu microfone tentando espetar o entrevistado… no caso a “adversária” era a repórter da redeTV! que queria saber sobre a viagem da “Ju” à Disney, qual a nova cor do cabelo dela e coisas do tipo, enquanto eu queria saber sua cena inesquecível do cinema e o que ela acompanhou do festival. Eu tava lá, no meu cantinho estratégico, a Juliana vindo na minha direção e lá vem correndo a tal repórter, grudar do meu lado…  Daria muito bem pra fazer a entrevista cada uma de uma vez, mas não… os repórteres em geral, acho,  gostam de duelar.

Eis que rolou a premiação e logo em seguida consegui entrevistar vários ganhadores, sem precisar entrar em duelo com ninguém… nem acreditei!!